PUBLICIDADE
Compartilhar Compartilhar Compartilhar (51) 3065.4000 Canal YouTube

Missão Formatura! O Bombô conversou com quem teve essa responsa

Vem saber o que pensam os integrantes das comissões do Colégio Sinodal, Escola de Aplicação e IENH.
28 de Novembro de 2014 11:20

formaturaSe a palavra férias deixa muitos e muitos alunos na maior alegria, pode-se dizer que a palavra formatura arranca os mais diversos sentimentos dos alunos que estão prestes a concluir o Ensino Médio.

O terceirão marca o fim de um ciclo, e traz novas responsabilidades pra essa galera que está se despedindo da escola. E por falar em responsabilidade, o Bombô conversou com o pessoal que teve a responsa de organizar as formaturas dos 3os anos do Colégio Sinodal, Escola de Aplicação e Fundação Evangélica. Te liga!
 
 
 
 
 
 
 
 
 
formaturaformatura"Olha, tivemos dificuldades de sobra. Oito pessoas representando e decidindo detalhes de um momento tão importante na vida dos alunos nos trouxe muita responsabilidade. A escolha do lugar, as polêmicas causadas na escola, a organização da pré-formatura. Tudo é um tanto quanto exaustivo, mas vale a pena. Acredito que ser da comissão de formatura é botar a cara a tapa e tentar conseguir atingir positivamente todos os formandos, pensando sempre em coisas que agradam a grande maioria", disse Brenda Lemmertz, integrante da comissão e presidente do Grêmio da Escola de Aplicação.
 
 
 
 
 
 
 
 
formaturaformatura"O processo todo foi bastante trabalhoso e complicado, principalmente, por ter que conciliar os estudos com a organização de tudo. Não pegamos produtora para ter um maior controle de tudo, por isso nos envolvemos mais em cada questão. Mas é muito gratificante ver tudo dando certo e o terceiro ano todo realizado", constatou Felipe Huf Cavalheiro, da comissão e presidente do Grêmio da IENH.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
formaturaformatura"Participar da comissão de formatura foi um aprendizado, porque administrar a vontade de oitenta alunos e conseguir concretizar não é fácil. Requer maturidade, dedicação e muita responsabilidade. O principal desafio foi conciliar as exigências dos formandos com o que realmente poderia ser feito para formatura. Enfim, essa experiência me ensinou a lidar melhor com a cobrança das pessoas e a perceber que por trás de cada feito há muito suor", confessou Letícia Camargo, integrante da comissão do Colégio Sinodal.

COMENTÁRIOS

+ NEWS